sexta-feira, 18 de abril de 2008

Porque não consigo emagrecer? Praticamente não como?

Muitas pessoas se questionam por que será que não conseguem emagrecer, se não comem practicamente nada durante todo o dia, fazem jejum de manhã, vivem de salada e cenoura... A resposta é que o corpo precisa de alimentos saudáveis em pequenas porções, para poder emagrecer.

Sim é verdade, se fizermos várias refeições diárias (entre 5 a 7), o que é absorvido pelo corpo não nos faz engordar e não comprometemos a nossa massa muscular por falta de glicose, dado que os músculos gastam, na sua manutenção diária, muito mais energia do que gordura, pois são mais activos. Quando treinamos, subimos e descemos escadas ou estamos a trabalhar, exigimos sempre o máximo do nosso corpo, assim a necessidade enérgica de um indivíduo é maior, facilitando o controlo do seu peso.

As bases de uma dieta de emagrecimento são as mesmas de uma alimentação saudável, a única diferença entre as duas é que a primeira consiste em reduzir gradualmente a quantidade de calorias, de forma a promover o défice calórico.

Deve comer-se de 3 em 3 horas, diminuindo assim o volume de comida ingerida e procurando ingerir-se alimentos o mais naturais e saciantes possível, de forma a inibir o apetite. Deve tentar-se igualmente reduzir a quantidade de hidratos de carbono ingeridos ao longo do dia, e a partir das 18/19 horas tentar não fazer nenhuma refeição que contenha hidratos de carbono, optando por refeições só de proteína e gordura saudável. Isto porque o nosso metabolismo vai baixando ao longo do dia não sendo necessária tanta energia ao fim do dia, altura em tendemos a acumular o excesso de energia como gordura corporal.

Ao ingerirmos proteína devemos escolher alimentos onde esta apresente alto valor biológico, de forma a estimular o metabolismo, tais como, atum ao natural, frango ou peru, peixe variado, claras de ovo e proteína de soro (Whey Protein).

A gordura saudável ou insaturada, não prejudica o organismo, ajudando mesmo a controlar a gordura corporal, uma vez que esta faz com que a insulina regule os hidratos de carbono ingeridos prevenindo doenças cardiovasculares, e diminuindo os níveis de triglicerídeos e colesterol. Podemos encontrar esta gordura em óleos vegetais, abacate, salmão e frutos secos (amendoim, noz, amêndoa).

Os hidratos de carbono ingeridos deverão ser aqueles que menos gordura possuem, tais como cereais integrais, pois são ricos em fibra, fruta com casca (de modo a satisfazer o apetite de um doce), como acompanhamento arroz ou massa integrais, leguminosas (feijões, grão-de-bico, ervilha, soja, lentilha, fava e tremoços) ou batata doce. No entanto, existem alimentos que contêm hidratos de carbono e que podem ser ingeridos em grandes quantidades, sendo estes os legumes, fontes de fibras e de micronutrientes essenciais, devendo por isto ser ingeridos nas principais refeições.

Para além da ingestão de alimentos saudáveis, aconselha-se a ingestão de 2 a 3 litros de água por dia, pois esta hidrata e controla a fome, além de ser um diurético natural.
No entanto, uma só dieta, ou controle de alimentação, não é o suficiente para ficarmos com um corpo perfeito, também é necessário algum exercício físico.

Practicar exercício não implica ir para um ginásio... as pessoas podem ser activas fazendo pequenos exercícios tais como:
  • Utilizar as escadas em vez do elevador,
  • Passear a pé, ao fim de semana, em vez de ficar no sofá depois do almoço,
  • Sempre que possível deixar o carro em casa e andar a pé,
  • Fazer uma caminhada todos os dias, ao fim da tarde ou depois do pequeno-almoço, mas nunca em jejum.

No entanto, também pode optar por um ginásio, onde deverá:

  • Começar com um bom aquecimento e terminar com alongamentos.
  • Combinar um circuito de treino de pesos, focando todos os grupos musculares, com um plano de exercícios aeróbicos/cardiovasculares.

Uma regra muito importante… Deixar de petiscar antes das refeições, pois isso irá tirar-vos a fome para os alimentos saudáveis, que irão beneficiar o vosso organismo. Sempre que fizerem uma refeição que não seja saudável... não interessa! Devem evitar pensar “perdido por cem, perdido por mil”, e devem voltar logo à dieta. Assim, conseguirão apagar o erro cometido e aprenderão a viver com isso.

Enviar um comentário