terça-feira, 24 de novembro de 2009

Natal o Bom, o Mau, ou o Vilão

Pois é amigos, seguidores e visitantes, o Natal vem ai, e com ele, mesas coloridas, fartas e animadas são um convite ao prazer gastronómico, que servem para confraternizar e comemorar, é o dia de "festa, de família e de sabores".

Na mesa estão: o bacalhau, as batatas, as couves, o arroz com passas, o peru ou polvo, as rabanadas, as filhós, os sonhos de abóbora, o bolo-rei, o tronco de natal, o bolo podre, azevias, fios-de-ovos, os frutos secos, o vinho, o espumante ou o vinho do Porto, ou seja, uma mesa farta em comida para a ceia e para o almoço de Natal, é algo que já faz parte da nossa cultura.

No entanto, para quem pensava seguir ou já tinha começado um plano de emagrecimento, é quase certo que, nesta altura, ou desiste, ou suspende aquilo a que se tinha proposto, mas não é necessário fugir das festas ou pedir um prato insonso à parte. Não são necessárias privações mas sim a contenção, ou seja, lembre-se que não é a ceia de Natal que tem que mudar, mas sim o nosso comportamento na hora de comê-la.

Não é preciso contar calorias em dias de festa, nem continuar a seguir o menu da dieta que serviu para os últimos meses, o objectivo é não existirem exageros, em primeiro lugar, tenha atenção às quantidades de comida que faz, para que não tenha que andar a comer sobras durante oito dias. Na véspera e dia de Natal, encha parte do prato com legumes, tendo o cuidado de usar muito pouco azeite, como tempero.

Um erro que muita gente faz, é ir para a mesa com muita fome, comendo este mundo e o outro, se puder coma uma sopa antes do jantar, uma peça de fruta ou um pedaço de pão, uma hora antes da refeição. Outra coisa que deve evitar é comer frutos secos antes da ceia, tente evitar castanhas e afins, para depois poder comer um pouco mais na sobremesa. Se quiser petiscar opte por cenouras e pepinos em palitos.

Se formos a ver bem, a ceia tradicional do Natal, composta por bacalhau, couve e batatas é muito bem vista por muitos nutricionistas devido ao seu valor nutricional, o problema está nos doces e nas entradas.

Nas entradas temos os fritos, rabanadas, salgadinhos, mariscos, frutos secos, entre outros que como já sabemos são bastante calóricos e possuem imensa gordura. Pode optar por provar um pouco do que mais gosta, ou então pode pedir para provar de um familiar mais próximo, pode ser discreto e mostrar que gosta mas que não tem fome suficiente para comer uma entrada completa sozinho/a.

As sobremesas são normalmente altamente calóricas, pois são feitas à base de fritos, caldas de açúcar ou frutos secos. No entanto, não precisa de deixar de as comer neste dia, só não as deve comer todas de uma vez, porque além de estar a sobrecarregar o organismo com energia que não conseguirá queimar, poderá estragar o prazer da refeição com uma digestão difícil. Pode ainda substituir os doces, por frutas, especialmente o ananás (ajuda na digestão) ou a salada de frutas sem açúcar.


Em relação às bebidas alcoólicas, que como sabemos, também fazem parte da mesa, estas continuam na lista de vilões contra a dieta, inclusive no final do ano. No entanto, não precisa de os evitar totalmente, escolha apenas entre champanhe ou vinho e não exagere na quantidade.



Assim, uma mesa com azevias, rabanadas, filhós e bolo-rei pode não ser afinal um cenário proibido para quem se preocupa com a saúde e quer ao mesmo tempo deliciar-se com as iguarias natalícias.

No dia seguinte ao Natal, aproveite a parte da manha ou da tarde para dar uma caminhada, irá sentir-se muito melhor e retirará o peso da culpa de ter comido tanto.

Aqui ficam vários pontos do que fazer no dia da ceia e nos primeiros dias pós-ceia.

No dia da ceia:

1.Lembre-se do que sobrou no ano passado e adeqúe as quantidades ao número de pessoas que vão estar presentes na ceia de Natal, e assim poderá evitar as sobras e retomar uma alimentação saudável e variada logo no dia seguinte.

2.Realize as suas refeições no dia da ceia normalmente, inclusive as intermediárias. Muita gente não come quase nada neste dia para chegar à noite e comer tudo o que deixou de comer durante todo o dia, mas lembre-se que sempre que entra muita energia de uma única vez, o corpo utiliza o que precisa e armazena o resto.

3.Evite beliscar enquanto prepara as refeições, pois perde-se a noção da quantidade de comida ingerida.

4.Enquanto não chega a hora da ceia evite comer frutos secos, apesar de serem óptimas para a saúde são muito calóricas e em excesso provocam um grande aumento de peso.

5.Não beba muitas bebidas alcoólicas, pois estas possuem imensas calorias, cada grama de álcool possui 7 calorias.

6.Os doces devem ser ingeridos a seguir às refeições. O truque para provar tudo o que lhe apetecer é colocar pequenas porções de cada doce num prato de sobremesa e não repetir.

7.Mastigue muito bem os alimentos durante a ceia. O que acontece a muita gente, é ver a mesa bem regrada e aparecer o desejo de comer rápido para repetir mais.

8.Tente sempre utilizar produtos light na preparação das refeições.

9.Não abuse nas quantidades, de preferência não deve repetir o prato.

10.No dia da ceia de Natal, do almoço de Natal e do Ano Novo faça caminhadas ou outra actividade física.

Primeiros dias após a ceia:

1. Congele as sobras de carnes e divida o que sobrou por todos os convidados. Um dos maiores problemas da altura do Natal são as sobras de comida.

2.Faça refeições mais leves, exagere nas verduras, legumes e saladas e dê preferência ao peixe cozido, assado ou grelhado.

3.Evite comer sobremesas, substitua os doces por frutas após as refeições.

4.Ingira hidratos de carbono integrais (pão integral, macarrão integral, aveia, arroz integral, etc..).

5.Faça muitas caminhas, depois das refeições, ajudando o organismo a digerir melhor e gastando assim parte das calorias ingeridas, pois de outra forma não conseguirá gastar as calorias ingeridas nos dias de festas.

6.Evite o consumo de bebidas alcoólicas.

7.Beba imensa água, fora das refeições.

8.Mesmo que não tenha fome, continue a comer nos intervalos das refeições, é importante que não passe muitas horas sem comer. Deve comer sempre de 3 em 3 horas, poucas quantidades.

9.Não abuse das quantidades nas refeições, nunca repita o prato, e também não encha o prato em demasia.

As festas são para aproveitar e não ficar com remorsos ou ver somente os outros a celebrar, só precisa de ter alguma atenção e claro contenção no que come. Muita gente desconhece, mas não é entre o Natal e o Ano Novo que se engorda, mas sim entre o Ano Novo e o Natal!!!!

Lembre-se que o Ano Novo é Vida Nova! Uma das suas metas deverá ser sempre melhorar a sua alimentação, e com certeza a sua qualidade de vida irá melhorar imenso. Mantenha uma alimentação saudável ao longo do ano e assim irá permitir interrupções nesta época e noutras.
Enviar um comentário