quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Estrias como evitar e prevenir

As estrias são o resultado da rupturas das fibras elásticas da pele que por vários motivos enfraquecem e não aguentam a tensão, no entanto e como muito gente já sabe são lesões irreversíveis.

Estas aparecem como lesões avermelhadas alongadas, com uma superficie fina e enrugada, que com o tempo tornam-se esbranquiçadas e nunca desaparecem.

As principais causas das estrias são:
- obsesidade, qualidade do tecido conjuntivo, crescimento repentino (acontece muito nos rapazes), hereditariedade, alterações hormonais e gravidez, utilização de alguns medicamentos.

1. Alterações hormonais: aumento da produção do hormônio estrógeno na puberdade e na gravidez. Na gravidez percebe-se porque este fenômeno é agravado pelo estiramento da pele. Durante a fase da puberdade ocorrem também estes dois factores – hormônios e estiramento da pele, no entanto ocorrem de forma congruente, e por isso torna-se quase inevitável o surgimento de estrias, por isso tanto num caso como no outro a prevenção precisa de ser redobrada.

2. Uso de medicamentos: a utilização de alguns medicamentos que alteram a hidratação normal da pele, como no caso dos corticóides, estes aumentam a retenção de líquidos, ocasionando a formação de edemas pelo corpo o que leva a uma diminuição da elasticidade da pele e por seu lado torna-a mais propensa ao estiramento das fibras elásticas.

3. Crescimento acelerado (principalmente nos rapazes): o estiramento da pele também pode ocorrer devido ao crescimento acelerado entre os 12 e os 16 anos. É muito comum nesta fase de crescimento surgirem estrias nas costas, braços e pernas.

4. Efeito sanfona: emagrecer e engordar repetidas vezes causa um estiramento excessivo da pele e muitas vezes esta não resiste, originando o surgimento de estrias.

5. Hereditariedade: se já for um problema de familia, você terá uma grande probabilidade de ter também, pois é uma caracteristica genética a nível do tecido.

Mas podem ser disfarçadas, com a utilização de cremes específicos. Estes além de tornarem as estrias existentes menos vísiveis também podem prevenir o aparecimento de novas. Assim, o primeiro cuidado que precisamos de ter para prevenir o surgimento de estrias consiste em termos o hábito de hidratar a pele diariamente.

Os truques para não aparecerem mais estrias são:
- A pele deverá estar sempre bem hidratada, pode utilizar óleo de bebé depois do banho, pois hidrata a pela e aumenta a sua elastecidade. Pode também utilizar cremes ricos em colágeno, elastina, óleos vegetais e outros agentes hidratadores;
- Deve beber muita água e praticar uma alimentação adequada;
- Deve evitar grandes aumentos ou perdas rápidas de peso (efeito sanfona);
- Deverá ter bons habitos alimentares, pois estes garantem ao nosso organismo a capacidade de renovação celular e favorece ao surgimento de tecido mais firme e de maior qualidade que suporta as oscilações de peso.
- Deverá ter também uma alimentação rica em colágeno e vitamina C.

O colágeno é um dos nutrientes mais importantes para prevenir a criação de estrias.

Este nutriente é uma proteína abundante no corpo - pele, ossos, cartilagens, tendões, pulmões e que deixa a pele mais firme e bonita. A sua principal função é estrutural, proporcionando a sustentação às células, mantendo-as unidas, fortalece os tecidos, promove a elastecidade, realiza a distribuição de fluidos em vasos sanguíneos e linfáticos.

No entanto, o nosso organismo começa a reduzir a sua produção a partir dos 25 anos, e aos 50 anos produz apenas 35% do colágeno necessário. As pessoas que estão muito expostas ao sol, stress e ao tabaco tendem a iniciar este processo de perda mais cedo. A perda do colágeno no nosso organismo, pode ser atenuada por uma alimentação equilibrada e algum exercício.

Assim, uma alimentação rica em colágeno garante que a nossa pele não perca a elasticidade natural e não permite o estiramento da mesma, o que faz com que a formação de estrias não exista. O colágeno deve ser consumido diariamente (duas a três vezes) ao dia. Um optima fonte de colágeno é a gelatina e alimentos que contenham fibras e aminoácidos, tais como ovos, carne, peixe. No entanto, existem também comprimidos com colágeno em pó à venda nas farmácias.

Para melhorar a produção de colágeno devem-se consumir alimentos que contenham vitamina C, vitamina E, cobre e selênio.

Assim, os principais alimentos firmadores da pele são:
- Proteinas magras: atum, salmão, ovo, peito de peru ou frango, iogurte desnatado
- Vitamina C: cajum kiwi, acerola, goiaba, laranja, cenoura e pepino
- Vitamina A e E: cenoura
- Zinco: avelã, amêndoa, castanha do pará, ovos e frutos do mar.
- Selenio: nozes, salmão, arroz preto, frango e carne.
- Silício: aveia, cevada, salsa, nabo, avelã, feijão, centeio, trigo, banana, alho, alcachofra, cebola, aspargos, mel, morango, nabo, pepino, pinhão e tâmara.
- Cobre: figado de bovino, caju, avelãs, cogumelos, lentilha e aveia.
- Enzimas que fortalecem o colágeno e as fibras elásticas: abacaxi
É também preciso evitar alguns alimentos e hábitos com o álcool, o fumo e a gordura saturada.
Enviar um comentário