terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Codex Alimentarius – Quem decide sobre a nossa saúde? Já não somos nós!!!!

Há uns dias estava a pesquisar na Internet e fui de encontro este assunto “Codex Alimentarius” e quis saber o que era.

O Codex Alimentarius é um programa de normas alimentares, criado em 1962, pelas FAO e OMS (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação / Organização Mundial de Saúde). Consiste num forum internacional de normalização sobre alimentos, sejam estes processados, semiprocessados ou crus, ou seja, engloba uma série de regras, gerais e específicas, relativas á segurança alimentar, formuladas com o intuito de proteger a saúde dos consumidores e assegurar práticas justas no comércio alimentar, pois os produtos para o consumo local, ou para exportação, devem ser sempre seguros e de boa qualidade.

Este programa tem o objectivo de proteger a saúde da população, assegurando práticas equitativas no comércio e no manuseio regional e internacional de alimentos. Abrange milhares de normas, podendo ser generalistas ou especifica a determinado alimento. As normas gerais são relativas à higiene e propriedades nutricionais dos alimentos, código de prática e normas dos aditivos alimentares, pesticidas e residuos de medicamentos veterinários, rotulagem, classificação, nutrição e alimentos destinados à utilização dietética, etc.. Podem ainda existir normas para todos os tipos de alimentos (normas especificas), desde frutas e vegetais frescos, congelados e processados, sumos de frutas, cereais e leguminosas, gorduras e óleos, peixe, carne, açúcar, cacau, leite, entre outros.

Este será implementado globalmente no dia 31 de Dezembro de 2009 e será utilizado durante disputas entre países participantes da OMC. As regras serão mandatórias para todos os países membros, cerca de 170, incluindo Portugal e Brasil.

Depois de lermos a finalidade, até pode parecer uma coisa boa, mas agora pensem bem, este programa vai ser implementado no final deste ano (2009), pelo que faltam apenas 2 dias, não acham um pouco estranho ainda não ter sido divulgado nas notícias. É verdade que existe muita informação sobre este programa no site da UE, será um segredo bem guardado da UE, e como diz o ditado - Quem controla a comida, controla o mundo!

O que muita gente não sabe é que o Codex vai trazer severas restrições á nossa Liberdade de escolha em termos de alimentação e prevenção/tratamento de doenças. Por exemplo, existe uma lista de pesticidas que se vão voltar a poder utilizar a partir de 2010, e que tinham sido abolidas.

A verdade é que o Codex virá a ser uma fonte poderosa de controle sobre as grandes populações e de apreciável lucro para as grandes corporações, especialmente as dos ramos químicos e farmacêuticos.

Como poderão verificar agora, através das medidas que o Codex aprova:

1.A facilitação de ingredientes geneticamente modificados e sem rótulo, irradiação de comida, aumentos de pesticidas e eliminação de produtos naturais.

2.Utilização de substancias quimicas banidas por 176 países, incluindo Brasil, Portugal e EUA, conhecidas como Persistent Organic Pollutants (Poluentas Orgânicos Persistentes), por causarem cancro da mama, pulmão, cérebro, doenças cardiovasculares, diabetes, entre outros.

3.Das doze substancias proibidas e mortais, 7 serão novamente permitidas pelo Codex e estarão presentes em grandes quantidades em alimentos como ovos, legumes, carnes, cereais, leite e frutas citricas.

4.Os suplementos nutricionais, como as vitaminas, não vão ser mais vendidos para uso preventivo ou curativo de doenças, somente as empresas farmacêuticas terão autorização para produzir e vender esses produtos, por exemplo, no caso da vitamina C, qualquer coisa acima de 200mg será considerada alta dosagem e por isso será necessária receita médica para poder ser adquirida.
5.Alimentos comuns, como o alho e a hortelã, poderão vir a ser classificados como drogas, que somente as empresas farmacêuticas poderão regulamentar e vender.

6.Alimentos geneticamente modificados não precisarão de ser indentificados como tal, e assim nunca saberemos a origem do que estamos a ingerir.

7.Aditivos alimentares, a maioria sintéticos, como o aspartame, serão aprovados para consumo sem que se tenha conhecimento dos efeitos a longo prazo de cada um.

8.Todos os alimentos de origem vegetal deverão ser irradiados antes de serem vendidos: frutas, verduras, legumes, nozes, nada mais chegará á nossa mesa como a natureza o fez.

O que se pode concluir deste conjunto de medidas é que os objectivos do Codex incluem, a globalização das normas, a abolição da agricultura/criação orgânicas, a introdução de alimentos geneticamente modificados, a remoção da necessidade de rótulos explicativos de qualquer espécie, a restrição de todos os remédios naturais, que serão agora classificados como drogas.

Por estes e muitos outros motivos, resta-nos concluir que o Codex Alimentarius é uma organização comercial, sendo um conjunto de medidas tomadas por organizações filhas das nações unidades com o objectivo de enriquecerem empresas na área da quimica e da farmácia, à custa de milhoes de vidas. Sob o comando de uma grande industria, a finalidade oculta do Codex Alimentarius consiste em aumentar os lucros das empresas quimicas e farmaceuticas, enquanto controla o mundo através dos alimentos.

Perguntam voçes como é que as farmácias vão ter lucro, a resposta é fácil, o Codex não vem proteger as pessoas, mas pelo contrário, este foi criado para dificultar o acesso a produtos naturais e facilitar o consumo de ingredientes geneticamente modificados e sem rótulo, substancias quimicas banidas, irradiação de comida e aumento de pesticidas, tudo isto originará um fraca qualidade de vida, pois a comida será de má qualidade. Irão existir muitas doenças e será a farmácia que irá vender-nos os seus medicamentos e produtos que foram feitos por empresas quimicas, aqui está o lucro, mas o que é ainda mais assustados é que com a introdução do Codex irá morrer muita gente, devido á falta de comida, comida de má qualidade, muitas pessoas não tem dinheiros para medicamentos caso fiquem doentes, a imunidade será diminuida devido á má qualidade dos alimentos geneticamente cultivada.

Enquanto que os medias estão ocupados com o terrorismo, o aquecimento global, os surtos de salmonelas e a escassez dos alimentos, existem ameaças que neste momento são clandestinas mas que são reais. A partir de 31 de Dezembro de2009, qualquer coisa que colocar na boca, incluindo água será altamente regulamentado pela Comissão do Codex Alimentarius, sendo que estas normas são obrigatórias e serão aplicadas a cada país que é membro da Organização Mundial do Comércio (OMC), que actualmente existem 153 membros.
Enviar um comentário