sábado, 19 de setembro de 2009

Suplementos alimentares e o século XXI - Parte 1


Os suplementos alimentares são muitas vezes abordados de forma incorrecta por algumas pessoas e até meios de comunicação. São muitas vezes associados/confundidos com esteróides anabolizantes.

Os suplementos, tal como o próprio exercício físico é um anabolizante, mas não é de forma nenhuma um estetóide anabólico. Esta informação até pode parece obvia para a maioria das pessoas envolvidas em actividades físicas, mas existem muitas pessoas leigas neste assunto no mundo.

Como é que as pessoas podem dizer que os suplementos podem trazer malefícios à saúde, quando se observa um consumo cada vez maior de alimentos inadequados, tais como o fast food, que faz muito pior e cada vez é mais consumido.

É verdade que existem muitos suplementos com eficácia ainda não comprovada, mas também existem muitos que podem auxiliar e muito no alcance de uma boa nutrição. Há que saber separar o trigo do joio!!

Pesquisas recentes demonstram que muitos dos suplementos são utilizados tanto por atletas como pela população em geral, sendo de maior utilização pelos atletas. A ingestão diária recomendada de suplementos de diversos nutrientes e substâncias, pode muitas vezes ter efeitos desejáseis e outros colaterais.

Existem uma série de produtos com funções especificas ao organismo no mercado de suplementos nutricionais, no entanto estes são divididos em duas categorias:

- Ergonômicos: são os que promovem o aumento de desempenho físico além da capacidade fisiológica.
- Repositores: são os utilizados em determinadas fases para garantir a reposição dos nutrientes perdidos por alguma situação especicifca.

A grande utilização dos suplementos alimentares por parte das pessoas, deve-se em tornar as suas vidas muitos mais fáceis, ou seja, é mais fácil comer arroz e frango ás 10 da manhã no meio de uma reunião no escritório, ou beber uma refeição liquida com sabor a morango com o mesmo valor nutricional?

É claro que todos vocês me irão dizer que seria a segunda hipótese. Isto mostra que os suplementos só existem, para nós tornar a vida mais fácil, para além de permitir uma nutrição adequada em horários nos quais a alimentação sólida seria inviável.

Quem já treinou pesado sabe que é muito difícil, alimentar-se depois do treino, devido á conhecida anorexia pós-esforço. O melhor que se pode fazer é ingerir um pó rico em hidratos de carbono com um outro pó rico em proteína. A razão deve-se ao facto de que no momento pós-treino o nosso organismo precisa de proteínas e hidratos de carbono para acelerar o processo recuperativo.

Existem também outros suplementos muitos importantes que fornecem determinados nutrientes em quantidades dificilmente possíveis de serem obtidas pela alimentação de produtos, ajudando também a acelerar a recuperação dos músculos pós-treino, como a creatina.

Os suplementos alimentares são destinados a:
- Pessoas sedentárias, podem fazer uma refeição liquida rica em proteínas, adequada em hidratos de carbono e pobre em gorduras como opção num lanche a meio da tarde, em vez do refrigerante ou do pão francês com mortadela.
- Idosos, que apresentam dificuldade na obtenção de proteína por meio da dieta, devido á dificuldade no processo de mastigação, poderiam fazer uns batidos de proteína numa ou duas refeições do seu dia.
- Adolescentes, poderiam levar um barra proteica para o colégio em vez de comer um salgado de salsicha acompanhado de um sumo artificial cheio de açúcar.

Assim, podemos concluir que não são só os atléticos que podem consumir suplementos alimentares, todas as pessoas sejam de que idade for, também o podem fazer. Os suplementos podem ser utilizados para complementar a alimentação fornecendo uma maior gama de nutrientes.

No entanto há que perceber também que não é somente com os suplementos que uma pessoa perde gordura ou define o corpo, mas sim com o efeito sinérgico de treino, alimentação, suplementação e descanso,pois nunca ouvi dizer que alguém perdeu gordura porque tomava CLA, comendo fast food todos os dias.

Muitas pessoas que treinam com objectivos estéticos ou atléticos e querem melhorar os seus resultados fazem muitas vezes a seguinte pergunta:
Começei a treinar num ginásio, estou a treinar pesado, quero tomar suplementos, o que devo comprar?

Hoje existem no mercado uma infinidade de suplementos alimentares que ajudam as pessoas a atingir os seus objectivos, tais como:
- Eliminadores de gordura: CLA, L-Carnitina,etc..
- Creatina
- Substitutos de refeição: barras de proteína, panquecas, refeições liquidas
- Proteinas: Whey, Proteina de soja, Proteina de soja
- Ganho de Peso: Gainers, Hidratos de carbono, maltodextrina
- Aminoácidos: BCAA, Glutamina
- Vitaminas e Minerais
- Volumizadoes
- Óxido Nítrico (NO2)

Nos próximos post's irei, falar um pouco sobre cada tipo de suplemento alimentar, para que todos saibam, o que faz, como tomar, quando tomar, etc..

É importante também saber que a suplementação alimentar depende exclusivamente da alimentação da pessoa, e esta não deve tomar suplementos confiando apenas no vendedor da loja ou no amigo do ginásio.

Digo isto porque muitas vezes não é possivel realizar a prescrição de um suplemento sem antes ser realizada uma análise minuciosa sobre a dieta, necessidades nutricionais, treino, etc.., por isso devem ser receitados por um profissional habilitado, ou seja, por um nutricionista desportivo.

O problema é que em Portugal não há muitos, e as pessoas não têm tempo para andar á procura de um, e por isso os suplementos são indicados sem o devido controle desses factores.
Enviar um comentário